Clara Gurjão é cantora, compositora e violonista. Versátil e criativa, Clara imprime em suas canções sua visão contemporânea, sensível e crítica sobre a vida e a arte. Do prazer nato de cantar e tocar nascem interpretações imersas em uma autenticidade própria de uma artista para quem música e vida se entrelaçam e se confundem a todo tempo.
Em 2016 Clara Gurjão está lançando seu primeiro disco, “Ela, produzido pela própria artista em parceria com Danilo Andrade, Kassin e Marcelo Costa. O disco, composto por 12 faixas – 10 composições próprias e 2 releituras: “Muito”, de Caetano Veloso e o bolero “Como fué”, de Ernesto Duarte - conta com a participação dos músicos mais gabaritados do atual cenário musical brasileiro, como os próprios Kassin (baixo), Marcelo Costa (bateria e percussão) e Danilo Andrade (teclados), além de Maurício Pacheco (guitarra), Gabriel Mayall (guitarra), Stéphane Sanjuan (bateria e percussão) e outros, todos com um vasto currículo profissional, tendo acompanhado artistas de grande relevância na MPB, como Marisa Monte, Caetano Veloso, Maria Bethânia, Vanessa da Mata, Los Hermanos, Seu Jorge e Ana Carolina. O álbum foi elogiado por renomados críticos musicais como Antônio Carlos Miguel, Mauro Ferreira, Juarez Fonseca e Kiko Ferreira, ganhando destaque em importantes veículos da imprensa, além de tocar em emissoras de rádio de diversos estados brasileiros.
“Ela” é o resultado natural de um longo processo de autodescoberta artística e de aperfeiçoamento musical. Clara começou a dar seus primeiros passos profissionais como cantora e compositora no Rio de Janeiro, se apresentando em espaços como Teatro Café Pequeno, Forte de Copacabana, Casa da Machete, Teatro Solar de Botafogo, Beco das Garrafas e Santo Scenarium. Também fez shows e ministrou workshops sobre música brasileira na Suécia e em Portugal. Cantou ao lado de artistas consagrados como Leoni e Silvia Machete, provando que o palco é definitivamente o seu lugar.
O trabalho de Clara Gurjão sempre teve uma ótima repercussão junto ao público, conquistando novos fãs a cada apresentação. Seu vídeo interpretando a música “À primeira vista”, de Chico César, já ultrapassou as 195.000 visualizações no Youtube. E esse público não fica restrito ao Brasil. Os vídeos de Clara são vistos e admirados em diversos países da América Latina, Europa e nos Estados Unidos, revelando o alcance universal de sua música.
Clara Gurjão começou a se aventurar no mundo musical ainda na adolescência, participando de saraus e festivais de música em São Paulo, cidade onde morou durante 10 anos. Entrou em contato desde muito cedo com o repertório dos grandes compositores e intérpretes da música brasileira. Também bebeu na fonte do jazz, da soul music e do pop norte-americano. Mais recentemente apaixonou-se pela música cubana e passou uma temporada em Havana, estudando in loco os ritmos populares afro-cubanos. Esse caldeirão de paixões musicais teve um papel decisivo na formação estética de Clara Gurjão, uma artista que tem a curiosidade e a inquietação como características marcantes de sua personalidade.
Com vasta experiência acadêmica na área musical - é bacharel em MPB pela Unirio e estudou interpretação musical na Universidade de Örebro, Suécia -, além de incursões nas áreas de letras e política internacional, Clara Gurjão traz para seu fazer musical uma bagagem artística e intelectual pouco comum para uma artista da sua idade. Transitando confortavelmente dentro de um amplo espectro musical, Clara já foi violonista do grupo de samba Cabide de Molambo, cantora de samba-jazz na Lapa com o Clara Gurjão Trio, integrante do grupo Violeiros Urbanos e assistente de arranjo e produção musical do projeto Nívea Viva Tom Jobim, ao lado do maestro Eumir Deodato. Participou da produção do show do projeto, que viajou pelas principais capitais brasileiras, e do CD “Vanessa da Mata canta Tom Jobim”. Neste projeto Clara teve a oportunidade de trabalhar junto a grandes nomes da música brasileira, como Caetano Veloso, Maria Bethânia e Wagner Tiso. Foi aí também que Clara conheceu um dos mais expoentes produtores musicais da atualidade, Kassin, que acabou tornando-se um grande parceiro e figura fundamental na concepção e elaboração de seu disco de estreia.
Reunindo criatividade, inteligência e carisma, Clara Gurjão é uma artista que encontra sua força na sensibilidade, que tem os olhos e ouvidos abertos para o mundo e se impõe sem precisar falar grosso. Clara sabe o quer e não é pouco. Não à toa a cantora escolheu a canção “Muito”, de Caetano Veloso para estar no repertório de seu primeiro disco: “Eu sempre quis muito/mesmo que parecesse ser modesto”.